top of page
  • Foto do escritorFrancis Júnior Jornalista

Chuva ameaça abastecimento

A Prefeitura de João Monlevade mantém ações de reparo dos estragos causados pelas chuvas.

A Prefeitura de João Monlevade mantém ações de reparo dos estragos causados pelas chuvas. E a Defesa Civil mantém também o monitoramento do rio Piracicaba que, no domingo, dia 8, atingiu a cota de alerta. Por este motivo 15 famílias tiveram que deixar suas residências nos bairros Amazonas, Santa Cruz e Tieté.

Uma família foi alojada na Escola Municipal Eugênia Sharlé, no bairro Vila Tanque e as demais hospedadas em casas de parentes.

Já foram registrados estragos em diversas vias do município. A estrada do Jacuí e a rua das Flores, no bairro São João, estão interditadas. Outras estão com trânsito em meia pista, como as ruas Campinas, no bairro José Elói, Geraldo de Paula (Laranjeiras), Barão de Cocais (Nova Esperança) e Espírito Santo (ABM).

Já nas ruas Botafogo (Loanda), Caraça (Promorar) e as avenidas Polônia (Teresópolis) e B, no bairro Cruzeiro Celeste, estão com trechos interditados.

A água da chuva também é a responsável pela abertura de uma cratera na rua Pedro Bicalho, esquina com a avenida Getúlio Vargas, em Carneirinhos onde uma caminhoneta Saveiro caiu na tarde de segunda-feira dia 9.

Os reparos na rua foram feitos por funcionários do Departamento de Águas e Esgotos (DAE). A Procuradoria Jurídica da Prefeitura avalia a possibilidade de indenização ao proprietário do carro.

Abastecimento

A chuva também tem gerado dificuldades no abastecimento de água. O rio Santa Bárbara subiu 2,5 metros próximo ao ponto de captação do Departamento de Águas e Esgotos (DAE), dificultando o trabalho da autarquia.

Por medida de segurança, o abastecimento de água poderá ser reduzido em toda a cidade, motivo pelo qual o DAE recomenda que a população racionalize o uso da água.

Para qualquer sinal de perigo a defesa civil municipal pode ser acionada pelo número 99361-0131.

8 visualizações
  • Whatsapp
  • Instagram
bottom of page