top of page
  • Foto do escritorFrancis Júnior Jornalista

Entre as mais ricas do Brasil

O minério coloca duas cidades do Médio Piracicaba entre as mais ricas do Brasil!

As cidades de Catas Altas e São Gonçalo do Rio Abaixo estão entre as mais ricas de Minas Gerais e até do Brasil.  Isso devido ao PIB per capita que é a soma de bens e riquezas por habitante.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de acordo com levantamento do PIB dos Municípios referente ao ano de 2021, em Catas Altas a soma dos bens e serviços por habitante chegou a R$ 920.833,00.  Fato que coloca o município que tem 5.473 habitantes em primeiro lugar no PIB per capita do Brasil.

A pesquisa foi divulgada na sexta-feira, dia 15 de dezembro.  A exemplo de outros municípios com os maiores PIB per capita a principal atividade de Catas Altas foi a extração de minério de ferro, mas conta também com o reforço da agropecuária e do turismo, onde o atrativo principal é a Serra do Caraça.

São Gonçalo

O minério de ferro colocou São Gonçalo do Rio Abaixo como a terceira cidade mais rica do Brasil com PIB per capita de R$ 684.168,71. Vale destacar que São Gonçalo conta com 11.850 habitantes.

O cálculo do PIB per capita dos municípios utiliza as estimativas de população de 2021, enviadas pelo IBGE ao Tribunal de Contas da União (TCU).

João Monlevade

Se o PIB per capita de Catas Altas passa de R$ 920 mil e o de São Gonçalo passa de R$ 684 mil o comparativo deixa João Monlevade bem distante do topo da lista do mais ricos. Segundo o IBGE em 2021, o PIB per capita de João Monlevade era de R$ 59.963,67.  Sendo que o município conta com cerca de 80.187 habitantes.

Orçamento 2024

Uma mudança razoável pode acontecer a partir do ano que vem, quando a arrecadação do município poderá atingir a casa dos R$ 445 milhões. Essa é a Previsão Orçamentária de 2024 que a Administração Municipal encaminhou para a Câmara de Vereadores.

Mas, segundo o vice-prefeito e secretário municipal de planejamento, Fabrício Lopes, essa previsão dependerá  dos impactos municipais, estaduais e federais.

287 visualizações
  • Whatsapp
  • Instagram
bottom of page