top of page
  • Foto do escritorFrancis Júnior Jornalista

Comtur fortalece a economia

Conselho do Turismo pode contribuir para novos negócios em Monlevade.

Essa imagem é da Gruta de Nossa Senhora de Lourdes e de Santa Bernadete, construída a 75 anos numa região da mais rica história de João Monlevade: entre o Solar Monlevade, a Igreja São José Operário, o Floresta Clube e a Mata Atlântica.

E essa história vive, desde o ano 2021, uma nova realidade com expressivo investimento por parte da Administração Municipal em favor da cultura, do patrimônio material e imaterial e dos artistas do município.

Uma realidade que motiva a sociedade, que gera empregos, que gera renda, que potencializa os atores do teatro, da música, do artesanato, da literatura, dos grupos de congado, de marujos, de canto coral e até da feira que reúne artesãos e produtores da agricultura familiar.

Benefícios sociais

O trabalho de resgate da cultura e do patrimônio é coordenado pela Fundação Casa de Cultura que proporciona ao município o recebimento de royalties da cultura e, agora, o reconhecimento do seu patrimônio histórico e cultural.

Ações que irão atrair visitantes para benefício de todos, desde as feiras, o Museu do Ferro e do Aço, o Solar Monlevade, o Floresta Clube, a reserva de Mata Atlântica, o cemitério dos escravos, a igreja São José Operário, o Parque Municipal do Areão, os grandes e pequenos eventos até a rede de hotelaria, o comércio lojista e restaurantes.

O Comtur

E essa realidade, que vai favorecer à muita gente, ganha energia nova com a instalação do Conselho Municipal de Turismo de João Monlevade (Comtur), composto por 32 membros que foram empossados durante reunião online nesta quarta-feira, dia 12, pelo prefeito Laércio Ribeiro.

A diretora-presidente da Fundação Casa de Cultura, Nadja Lírio Furtado foi eleita presidente. Para a vice-presidência foi eleito o representante da comunidade, Djaine Ferreira Costa, e Rosália Cristina de Oliveira, representando a Secretaria Municipal de Educação, como secretária.

E estão na composição representantes da CDL, Associação dos Artesãos, rede hoteleira, UFOP, imprensa, Prefeitura, Câmara e de outros seguimentos da comunidade.

A responsabilidade do Comtur como órgão consultivo, deliberativo e de fiscalização será a promoção e incentivo turístico como fator de desenvolvimento sustentável, social, econômico e ambiental além de políticas públicas para o setor.

Laércio confia em resultados

Segundo o prefeito Laércio Ribeiro, João Monlevade tem potenciais turísticos a serem explorados, boa gastronomia e patrimônio histórico. “Acredito que o Conselho é uma ferramenta que vai nos ajudar a valorizar o turismo de João Monlevade, além de contribuir para o desenvolvimento econômico de nossa cidade. Sou grato a todos que aceitaram contribuir conosco nessa missão”, afirmou o prefeito.

Já a presidente do Conselho, Nadja Lírio, disse que a reativação do Comtur é importante para a elaboração de políticas e ações estratégicas para o desenvolvimento do turismo em João Monlevade de forma efetiva e democrática.

138 visualizações
  • Whatsapp
  • Instagram
bottom of page