top of page
  • Foto do escritorFrancis Júnior Jornalista

A conta de Brasília: R$6,5 milhões

O Governo Federal, a Câmara dos Deputados e o Senado já apresentaram as listas com nomes de pessoas que participaram dos ataques e dos patrocinadores.


O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) revelou que, além de dados dos criminosos a lista contém sugestões, elaboradas pela Advocacia-Geral do Senado para punições e reparação dos prejuízos.

Dentre elas o sequestro de bens e bloqueios de ativos dos acusados. Esse documento foi entregue ao procurador-geral da República, Augusto Aras e pede a abertura de ação contra 38 invasores do Senado.

Segundo Rodrigo Pacheco não é justo que a sociedade brasileira pague pelos danos.

Bloqueio de bens

A pedido da Advocacia-Geral da União a Justiça Federal já bloqueou R$ 6,5 milhões de 52 pessoas e sete empresas suspeitas de pagar a viagem dos envolvidos nos atos de terrorismo.

Presos

Quanto ao radicais que vandalizaram os três poderes da República, boa parte cumpre prisão temporária que pode ser convertida em preventiva.

Cerca de 673 homens foram encaminhados para o presídio da Papuda e cerca de 493 mulheres para unidades prisionais femininas.

5 visualizações
PM 70-AM-Aniv-MLVD-BVM-1080x1080-Monlevade.png
  • Whatsapp
  • Instagram
bottom of page