top of page
  • Foto do escritorFrancis Júnior Jornalista

Vereadores reajustam salários

Os reajustes (alguns extraordinários) vão valer a partir de janeiro de 2025.

Em Minas Gerais várias câmaras municipais já votaram ou estão para votar projetos de reajuste dos salários dos vereadores, prefeitos, vices e secretários, a exemplo do que fez a Assembleia Legislativa que aprovou projeto de reajuste do salário do governador.

Neste caso, o reajuste para Romeu Zema foi de 298% o que elevou seu salário de R$ 10.500 para R$ 41.845,49. E reajuste semelhante foi aprovado para os salários do vice-governador e secretários de governo.

Em sua justificativa Romeu Zema disse que o aumento é necessário para manter no governo os profissionais mais competentes.

Polêmica em Nova Era

E essa foi uma das justificativas apresentadas na Câmara Municipal de Nova Era para o reajuste nos salários de vereadores, prefeito, vice e secretários. Segundo o vereador Matheus Leão (PT), a correção está abaixo da defasagem salarial acumulada desde 2009, fato que também prejudica a Prefeitura na manutenção de seus profissionais.

O vereador também argumentou que o impacto no orçamento anual do município será de 0,68% e que não interfere na ordenação financeira da Prefeitura.

O Projeto de Lei foi aprovado com 6 votos a favor e 3 contra! Mas, para entrar em vigor, a partir de janeiro de 2025, vai depender do resultado de uma liminar impetrada na justiça pelo vereador Riam Pereira (PSL).

Se a liminar “for derrubada” o salário do vereador de Nova Era deverá passar de R$ 4.893,08 para R$ 7.600 em janeiro de 2025.

Salário de R$ 17 mil em Itabira

A Câmara Municipal de Itabira também aprovou reajustes. A partir de janeiro de 2025 o salário será elevado a R$ 14.734,99. A partir daí, com reajustes progressivos, o salário deverá atingir a casa dos R$ 17.387,32 em janeiro de 2027.

Salário de R$ 13 mil em Monlevade

Em João Monlevade os vereadores também aprovaram um reajuste para seus salários e os salários de prefeito, vice e secretários.

Assim, pelo Projeto de Resolução da mesa diretora, votado no início de junho de 2023, o vereador monlevadense vai passar a receber R$ 13.909,85 a partir de janeiro de 2025.

Hoje o salário do vereador de João Monlevade está na casa dos R$ 9.076,37 com direito ainda à décimo-terceiro, férias remuneradas com acréscimo de 1/3 do salário, dois assessores (ou duas assessoras) no gabinete, dentre outros benefícios.

Em João Monlevade surgiram comentários sobre a abertura de mais duas vagas na Casa Legislativa, como ocorre em outras cidades mineiras. Agora com mais de 80 mil habitantes segundo o IBGE, a Câmara Municipal poderá elevar o número de vereadores de 15 para 17. Mas, esse debate ainda não entrou nas discussões.

Rio Piracicaba no impasse

Na cidade de Rio Piracicaba, onde o salário do vereador gira em torno de R$ 3.522,60 o reajuste ainda está em discussão e deverá ir à votação nos próximos dias. No entanto, tem vereador defendendo a redução do salário para R$ 1.320,00.

Bela Vista de Minas

Em Bela Vista de Minas o reajuste da ordem de 6% foi aplicado nos salários de vereadores, prefeita, vice-prefeita e demais trabalhadores do serviço público no início do ano. Assim, o salário de vereador ficou na casa dos R$ 3.850,85.

Barão de Cocais vai votar

Em Barão de Cocais o Projeto de Resolução que reajusta o salário dos vereadores também está em tramitação com a proposta de elevar o valor para R$ 8.840,00. Lá tem vereador defendendo salário de R$ 6 mil.

São Gonçalo do Rio Abaixo

Não há informação sobre reajuste salarial na Câmara de São Gonçalo onde o salário gira em torno de R$ 7.500,00.

Belo Horizonte

Na capital mineira, onde vereador tem "status de deputado", o salário chega a R$ 18.400,00 com direito à 15 assessores, carro, motorista e outras mordomias.

Na Câmara Municipal de Belo Horizonte são 41 vereadores e esse número vai aumentar para 43 a partir da eleição do ano que vem.

358 visualizações
  • Whatsapp
  • Instagram
bottom of page