top of page
  • Foto do escritorFrancis Júnior Jornalista

Inscrições para cursos de formação cultural

As inscrições ficam abertas até o dia 26 no Mostra da Diversidade Cultural.

A Mostra da Diversidade Cultural: imagens da cultura popular - edição 2023 conta com patrocínio da Fundação ArcelorMittal e objetiva fortalecer a cultura local com cursos de formação e mostra artística presencial.

O prazo para inscrições fica em aberto até o dia 26 de julho. O edital e formulário de inscrições podem ser acessados no site www.favelaeissoai.com.br e nas redes sociais @favelaeissoai e @mostradiversidademg. O projeto, coordenado pela ONG Favela é Isso Aí, faz parte do programa ArcelorMittal Forma e Transforma e tem como propósito impulsionar o desenvolvimento local por meio da arte e da cultura.

Formação e profissionalização

Desde 2019, a iniciativa tem premiado e proporcionado oportunidades a grupos culturais e iniciativas locais em Minas Gerais, além de realizar ações formativas e promover mostras artísticas e culturais.

Para a edição deste ano, a Mostra, que tem como foco a valorização e difusão da memória cultural e das expressões artísticas, será voltada para a formação e capacitação de artistas, trabalhadores da cultura, mestres da cultura popular e produtores culturais que enfrentam desafios no acesso ao mercado cultural.

Cursos e oficinas

Entre as ações previstas para este ano estão cursos de formação, oficinas de gestão cultural e elaboração de projetos, oficinas de criação artística em formato híbrido e oficinas de educação patrimonial em escolas.

Além disso, serão realizadas Mostras descentralizadas com cortejos cênicos desenvolvidos pelos alunos dos cursos, a produção de uma cartilha sobre a diversidade cultural local em cada região e a criação de quatro vídeos de animação, um por região, com a participação de todas as cidades, resultado da oficina de educação patrimonial.

As leis de incentivo

De acordo com Clarice Libânio, coordenadora executiva do Favela é Isso Aí, um dos objetivos deste ano é facilitar o acesso dos artistas locais aos recursos que serão disponibilizados por meio das Leis Paulo Gustavo e a nova Aldir Blanc. Para isso, serão oferecidos cursos de formação divididos em dois grupos de estudo: o Grupo 1, focado em gestão e produção cultural, abordará temas como elaboração de projetos, captação de recursos e comunicação para artistas e grupos culturais; e o Grupo 2, voltado para o aprimoramento artístico, oferecerá aulas em linguagens artísticas específicas adaptadas a cada cidade ou região, conforme as demandas locais.

Para participar, é necessário residir e desenvolver a maior parte das atividades artístico-culturais em uma das cidades e regiões contempladas pela Mostra. As áreas incluem João Monlevade, Juiz de Fora e as regiões Centro-Oeste de Minas Gerais (Abaeté, Bom Despacho, Dores do Indaiá, Martinho Campos e Quartel Geral) e Jequitinhonha (Carbonita e Senador Modestino Gonçalves).

Serão disponibilizadas 120 vagas, com uma média de 30 vagas por região.

117 visualizações
PM 70-AM-Aniv-MLVD-BVM-1080x1080-Monlevade.png
  • Whatsapp
  • Instagram
bottom of page